O MEU ANIMAL

PODE CONTRAIR O

NOVO CORONAVÍRUS?

Os animais de estimação estão ao nosso lado em todos os momentos. Não os deixe ao abandono numa altura difícil como a que estamos a viver. Informe-se e garanta que eles são tratados da melhor forma.

Animais de estimação e o novo coronavírus

O novo coronavírus, designado SARS-CoV-2, que resulta na doença COVID-19, tem ainda origem desconhecida, estando associado ao mercado de Wuhan, um mercado de alimentos e animais vivos (peixe, mariscos e aves) na China. Está comprovada a transmissão de pessoa para pessoa, no entanto não existe qualquer indício de transmissão de e para animais domésticos.

 

É normal que tenha dúvidas sobre a possibilidade de passear o cão ou cuidar de uma colónia de gatos de rua, ou mesmo sobre a possibilidade de abraçar o seu animal em casa. Estamos aqui para ajudar a esclarecê-las e a manter o seu bem-estar e o do seu animal de estimação.

 

PERGUNTAS
FREQUENTES

FONTES

OS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO PODEM ESTAR INFETADOS E/OU TRANSMITIR O CORONAVÍRUS?

De acordo com informação da Organização Mundial da Saúde (OMS) partilhada pela DGS (Direção-Geral da Saúde) e com a Ordem dos Médicos Veterinários, não há evidência de que os animais domésticos, tais como cães, gatos, coelhos ou porquinhos-da-índia, tenham sido infetados e que, consequentemente, possam transmitir o novo coronavírus. Há outros coronavírus que podem afetar animais mamíferos, no entanto não são da mesma estirpe (o SARS-CoV-2 é transmitido de humano para humano apenas).

POSSO LEVAR O MEU CÃO À RUA SEM CORRER O RISCO DE APANHAR O NOVO CORONAVÍRUS?

Pode passear o seu animal de estimação na rua sem qualquer problema, desde que cumprindo as normas de saúde e segurança recomendadas. O risco existe apenas no contacto próximo com superfícies comuns (dentro e fora do prédio / casa) ou com outras pessoas e outros animais na rua.

QUE CUIDADOS TENHO DE TER AO PASSEAR O MEU CÃO NA RUA?

Procure passear o seu animal num jardim ou local mais isolado, fora de grandes aglomerados de pessoas. Evite o contacto com outros cães, bem como o seu próprio contacto com superfícies comuns e outras pessoas na rua. Mantenha a higiene social recolhendo os dejetos do seu cão e colocando-os no lixo, com um cuidado extra. Lave as patas do seu animal com água e sabão (por exemplo numa bacia) e as suas mãos assim que regressar a casa. Se tiver a COVID-19 ou um fizer parte de um grupo de risco, deverá pedir a algum familiar ou serviço especializado que faça o passeio por si, por uma questão de precaução.

Tem uma associação, pet sitting ou hotel que pode ajudar a cuidar dos animais de profissionais de saúde / pessoas que não o podem fazer nesta altura?

POSSO CONTINUAR A ALIMENTAR UMA COLÓNIA DE GATOS DE RUA?

Pode continuar a sair à rua para alimentar colónias de gatos desde que mantendo as normas de saúde e segurança recomendadas. Deve deslocar-se de forma segura até às colónias, evitando superfícies comuns e o contacto próximo com outras pessoas. Deve lavar as mãos antes e no seu regresso a casa. Se a colónia ficar longe da sua casa, pode pedir a alguém mais próximo que possa cuidar dela por si.

FUI DIAGNOSTICADO/A COM COVID-19. POSSO CONVIVER COM ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO?

A OMS e a OMV recomendam que pessoas diagnosticadas com COVID-19 limitem o contacto com animais de companhia e outros, evitando festas ou carícias, beijos ou partilha de alimentos, por uma questão de precaução e por ainda não existirem evidências sobre a possibilidade de transmissão a outras pessoas através do pelo. É recomendado que exista uma atenção extraordinária na prestação de cuidados aos animais, implementando sempre medidas de higiene básicas: lavar as mãos antes e depois de lhes tocar ou mexer na sua comida, usar luvas e máscara facial no contacto com eles. Deve lavar os seus brinquedos diariamente com sabão e depois passar com um pouco de álcool. Se possível, procure alguém que possa prestar estes cuidados em seu lugar.

SOU PROFISSIONAL DE SAÚDE / ESTOU INTERNADO NO HOSPITAL. COMO POSSO OBTER AJUDA PARA OS MEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO?

Existem diversos serviços de pet sitting, associações e hotéis para animais com vontade de ajudar que podem cuidar dos animais de estimação por si, alguns até gratuitamente. Basta entrar em contacto com um destes serviços, explicar a situação e encontrar a forma ideal de receber esta ajuda. Tenha atenção para incentivar a pessoa / empresa a manter todos os cuidados básicos de higiene no contacto consigo, com o animal e com a sua casa.

SE O MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO ADOECER DEVO LEVÁ-LO AO VETERINÁRIO?

Se suspeitar que o seu animal esteja doente ou sofreu algum trauma, deve ligar para a clínica veterinária antes de se dirigir até lá. As clínicas veterinárias têm implantado um plano com medidas de prevenção de infeção por Covid-19 e fazem a devida triagem telefónica em cada caso. Deve perguntar e saber quais são as medidas implementadas pela sua clínica, para que as possa cumprir para o bem da sua saúde, do seu animal e de outros. Para mais dúvidas sobre os animais e o novo coronavírus, consulte telefonicamente um profissional veterinário ou o grupo de Facebook Covid-19 Vet Online.

O QUE DEVO PLANEAR / PRECAVER EM CASA PARA O BEM-ESTAR DOS MEUS ANIMAIS?

Assegure-se de que tem alimentação suficiente para as próximas semanas, uma vez que, com a dificuldade de circulação entre países devido ao controlo de fronteiras, pode haver mais demora no fornecimento destes bens. O mesmo em relação à disponibilidade destes produtos em supermercados e lojas de animais. 

 

#ANIMALAR

Os animais de estimação podem animar o dia de quem está em isolamento em casa. Partilhe nas suas redes sociais uma foto do seu animal com a hashtag #ANIMALAR e anime o lar de alguém!

Este projeto faz parte do movimento #tech4COVID19, um grupo de voluntários que se juntou para encontrar soluções mais rápidas que a disseminação do novo coronavírus, responsável pela doença COVID-19 nos seres humanos.

Porque os nossos animais de estimação são parte da nossa vida e merecem todo o cuidado.

image.png
  • Facebook
  • Instagram

2020 - #ANIMALAR